• English
  • Portuguese
articles

O Artista e o Palhaço

Analogia
O Artista e o Palhaço

Seja qual for a razão que está por detrás da misteriosa necessidade que o ser humano tem de criar, a verdade é que o mundo seria indubitavelmente um lugar mais pobre sem arte.

Todo o artista faz uso da sua imaginação na esmagadora maioria do seu percurso, seja ele qual for. Terão alguns deles a sorte de não perder a criatividade de infindas dimensões, característica da infância, pois é nesta tenra idade que a imaginação gera mais frutos. A par com a técnica, o artista põe em prática essa capacidade, materializando à posteriori momentos com os quais o comum dos mortais possivelmente se identificará.

Embora, o palhaço seja também ele um artista (actor), pegaremos agora na sua definição mais ambígua, fazendo emergir o seu lado estético, como a máscara que esconde emoções, de forma a nos ser possível estabelecer uma paralelismo entre dois mundos, objectivamente distintos mas semelhantes.

Propõe-se, esta analogia entre o artista e o palhaço, já que ambos têm muitas vezes de transmitir no seu trabalho emoções muito distantes das que vivem na sua vida pessoal, pois a regularidade do mesmo pode obrigá-los a uma sistematização.

Poderíamos arriscar dizer que, embora se recorra frequentemente a emoções verdadeiras, o trabalho de um artista é fabricado e situa-se, por vezes, longe da espontaneidade, todavia, não será por isso menos genuíno. Aqui relevamos uma vez mais a importância da técnica, que sustentará a actuação do artista, em conjunturas cuja inspiração possa escassear.  

Por detrás de uma máscara, ou de um nariz redondo, está muitas vezes um artista vulnerável que sacrifica os seus sentimentos por devoção ao seu trabalho. Os palhaços, bem como os arlequins, têm sido retratados por variadíssimos artistas ao longo de muitas décadas, nomeadamente Jules Garnier, Picasso, Winsor McCay, Norman Rockwell, Chuck Oberstein, Donald Hamilton Fraser, Toulouse Lautrec, os portugueses Almada Negreiros, Ricardo Paula entre tantos outros.

 

Rita Fernandes